segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Naufrágio Macau: 48 anos no Fundo do Mar do Ceará


(Imagem Ilustrativa)


No litoral de Aracati encontra-se afundado um navio cargueiro chamado Macau. Segundo pescadores, o Macau vinha sendo rebocado quando incendiou-se e nos seus últimos momentos acima da linha d’água pegou uma onda por boreste que o virou.

O naufrágio está de cabeça pra baixo com o fundo do casco virado para a superfície. As características mais marcantes são o fundo chato, a proa elevada com cerca de 15 metros de altura, a existência de dois eixos de hélice e dois lemes. Nota-se uma barra de proteção no costado, na altura dos lemes. Era um navio de bom tamanho com pouco menos de 100 metros de comprimento. Pescadores lançaram grandes pedras ao longo da estrutura a fim de criarem rachaduras e “turbinarem” o ponto de pesca. Por boreste também observamos o seu mastro principal (ao lado) e diversas estruturas.

(Barra de proteçào do hélice. Imagem Ilustrativa)
Ao mergulhar no naufrágio podemos ter uma idéia de sua carga: sacas petrificadas (cimento?), rodas de metal com cerca de 50 cm de diâmetro, o-rings de borracha, etc.
Como de costume no MAR do CEARÁ a vida marinha é rica: cardumes de galos, parús, guarajubas e xilas, muitas lagostas, peixes recifais, arraias, tubarões lixa e muito mais.

(Arraia Manteiga. Naufrágio Macau, Aracati-CE)
O Macau era provavelmente um LST – Tank Landing Ship - da classe 511-1152 fabricado em 1943 em estaleiros norte-americanos para aprimorar o esforço de guerra alidado durante a Segunda Guerra Mundial. No início da década de 50 foi vendido para a Companhia de Navegação São Jorge e transformado em navio cargueiro. O Macau naufragou no dia 22 de dezembro de 1961 enquanto era rebocado para reparos.

(LST 511 transformado em cargueiro.Quebec, Canada)
Era um navio anfíbio de transporte e desembarque de veículos pesados criado durante a Segunda Guerra Mundial. Esta classe de navios anfíbios teve ainda importantes participações na Guerra da Coréia e Vietnam.

(LST - Tank Landing Ship - Transporte/desembarque de veículos pesados. Imagem Ilustrativa)

Fontes:
Naufrágios e Afundamentos na Costa Brasileira - Costa do Brasil 1503 a 1995; Ed. Instituto Historico e Geografico da Bahia. José Goes de Araujo

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Naufrágio milhonário do século XVII é encontrado em Pernambuco


(Veleiro tipo "Fluyt")

Mergulhadores húngaros afirmaram ter encontrado os restos do Voetboog, um veleiro de três mastros holandês tipo “Fluyt” de 595 toneladas que em 1700 navegava para o seu porto de origem quando naufragou carregando seda, especiarias, chá, porcelana e nada menos que 180.000 moedas de ouro.
O Voetboog pertencia a VOC (sigla para Dutch East India Company em holandês), foi a maior companhia holandesa de comércio de sua época. Entre 1602 e 1795 possuiu mais de 100 navios mercantes e um mesmo número de embarcações menores. Atuou no Oriente onde chegou a ter mais de 250 portos e postos de apoio.

Em maio de 1700 o Voetboog navegava costeando o litoral de Pernambuco para afugentar-se de tempestades em mar aberto quando se chocou com arrecifes e naufragou levando consigo 109 tripulantes e toda sua carga.
No fim de novembro de 2009, mergulhadores húngaros membros da Octopus Association for Marine Archaeology liderados por Attila Szalóky afirmaram ter encontrado os restos do veleiro no fundo do mar de Pernambuco em novembro de 2008, mas só um ano depois divulgaram as descobertas. A notícia foi amplamente divulgada em jornais do mundo mas ganhou pouco destaque no Brasil.
Também existe a hipótese de tratar-se do galeão Santa Rosa, o nosso “Navio de Ouro” tupiniquim. Era um veleiro português também naufragado no litoral de Pernambuco com uma carga de ouro e prata estimada em 500 milhões de dólares. Os exploradores poderiam trocar a identidade dos naufrágios para mascarar o valor das descobertas.
Para nós, cidadãos brasileiros, resta cobrar das autoridades a fiscalização das atividades de tal empresa. Segundo fontes, a Expedição Octopus tem permissão apenas para localizar o naufrágio, mas não para realizar explorações nos destroços. A localização exata do naufrágio não foi e nem será divulgada em um futuro próximo e se um dia tivermos acesso ao local vamos visitar apenas os “restos” deixados pelos caçadores de tesouros.

(A única moeda retirada do sítio. Fonte: Octopus Association for Marine Archaeology)

(Canhão do Voetboog. Fonte: Octopus Association for Marine Archaeology)

(Âncora do Voetboog. Fonte: Octopus Association for Marine Archaeology)

Fontes

18 de Dezembro - Dia do Mergulhador



Atenção queridos amigos subaquáticos!

Nós também temos uma data!!

Hoje, dia 18 de dezembro, é comemorado o dia do mergulhador! Parabenizo a todos que se dedicam a este esporte/profissão e que fazem do mergulho um estilo de vida.

Nos dias atuais é importante lembrarmos o valor de tal atividade para a conscientização do público em geral sobre a importância da preservação dos nosso oceanos!

Desejo a todos bons mergulhos seguros e águas claras!

Abraços molhados!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Navio fabricado no Ceará é entregue a Marinha de Guerra do Brasil

(Navio Patrulha Macaé, fabricação Cearense)

O Industria Naval do Ceará entregou no último dia 09 de dezembro um navio que fará parte da frota da Marinha de Guerra Brasileira. O navio-patrulha Macaé foi um primeiro de uma série de seis, desses dois foram encomendados à Inace e outros quatro serão fabricados pelo Eisa, no Rio de Janeiro. O navio começou a ser construído há três anos e tem 54 metros de comprimento por oito de largura, sua velocidade máxima é de 21 nós. Entre os armamentos estão um canhão de 40 mm L70 e duas metralhadoras 20 mm GAM B-01.

A Armada abriu outra licitação do tipo carta-convite para fazer mais quatro navios, até 2012, também do tipo patrulha. A compra do navio-patrulha faz parte do Programa de Reaparelhamento da Marinha. De acordo com o comandante da Armada, almirante-de-esquadra Júlio Soares de Moura Neto, a Marinha hoje tem 29 embarcações similares e a meta é adquirir outras 27, até 2030, seguindo as diretrizes da reestruturação. O navio será encaminhado ao Grupamento Naval do Sudeste, sediado no Rio de Janeiro e fará vigília das áreas destinadas à exploração de petróleo - inclusive do pré-sal. Ao todo, a frota da Marinha do Brasil tem 100 embarcações.

O projeto é baseado no aperfeiçoamento do navio françês Classe Vigilante 400CL54. O Macaé foi incorporado a armada no dia 09 de dezembro de 2009 em solenidade realizada no estaleiro.

O Macau é o segundo navio patrulha que está sendo fabricado pela Inace, tem previsão de entrega para maio próximo. De acordo ainda com a Armada, as embarcações, em média, custaram R$ 65 milhões. O perfil dos equipamentos é de patrulha naval e, ainda, socorro e salvamento. "O petróleo faz parte das nossas preocupações. Temos muitas riquezas, como o gás. E 95% do nosso comércio exterior é pelo mar".

Curiosamente Macau é o nome de um navio cargueiro afundado no litoral leste do Estado desde 22 de dezembro de 1961.


Fontes:

Foto:
Alex Costa

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Fauna Marinha Cearense - Peixe-Frade

Nome Comum: Frade, Parú, Peixe-Frade, Parú-Preto

Nome Ciêntifico: Pomacanthus Paru

Família: Pomacanthidae

Distribuição Geográfica: É uma espécie costeira de águas rasas, vivendo em áreas coralinas e/ou rochosas. Ocorrem nas águas tropicais do Atlântico. No Brasil ocorrem em todo o litoral.

Descrição: Corpo bastante alto, ovalado e achatado. Dorsal e anal com os raios prolongados em longos filamentos. Na fase juvenil, possuem o corpo e a cabeça pretos com arcos irregulares amarelos. Na fase adulta tem coloração cinza-escura, apresentando cada escama um pequeno ponto preto e a borda amarelada em forma de meia-lua. Boca branca. Nadadeira e peitoral amarelo-brilhante.
São encontrados solitários, aos pares ou em pequenos grupos, nadando lentamente por entre as pedras do fundo. Alimentam-se de algas, esponjas e outros invertebrados.


Foto:
Marcus Davis (Frade no Naufrágio do Avião, Fortaleza, CE)


Fontes:


sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O "Primeiro" Mergulho no Mar do Ceará - A intrepidez do Caboclo Cearense

(Trecho do Livro "Álbum de Fortaleza" de 1931)
Foi em Novembro de 1929 quando o navio "Higho"de nacionalidade desconhecida fundeou ao largo de Fortaleza trazendo consigo duas enormes caldeiras para a "Rede de Viação Cearense". Durante o desembarque as duas caldeiras soltaram-se dos guindastes e caíram no mar submergindo rapidamente a uma profundidade de 20 "braças" - aproximadamente 36 metros.
Pois foi então que o caboclo João Miguel, um catraiêiro* de muita coragem se dispôs a mergulhar e prender os cabos do guindate às caldeiras. Inicialmente visto com desconfiança João mergulhava durante o período de baixa da maré o que diminuia a profundidade e, utilizando somente o ar dos seus pulmões e um equipamento de mergulho rudimentar passava de 2,5 a 3 minutos submerso.

Após três dias de intensos trabalhos as caldeiras puderam ser içadas com êxito do fundo do oceano. O feito de João Miguel nos verdes mares cearenses foi tão admirável que ficou registrado em livros da época sobre história do Ceará.


(João Miguel, o mergulhador "catraiêiro")


*Catraiêiro. "Catraia" é como é chamada um tipo de jangada movida a remo utilizada para o embarque e desembarque de pessoas ou materiais. O catraieiro é quem rema a catraia.


Fonte:
Biblioteca Menezes Pimentel - Álbum de Fortaleza, 1931

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Mergulhos em Fortaleza - Dezembro/2009


(Cabeço do Balanço, Fortaleza-CE. Foto: Marcus Davis)


Amigos!

Dezembro é mês de festa, o vento começa a abrandar e o mar acalma um pouquinho! Dizem até que tem um tal de 'Natal' aí também, mas a gente só quer saber de mergulhar! E para não ressecar as escamas dos meus amigos divulgarei aqui o calendário de saídas do "Clube de Mergulho do MARdoCEARÁ"!

A programação está feita e listada abaixo. Lembrando que aqueles que não são sócios também podem participar de todas as saídas!

Programação:
05/12 (sab) - Navio do Titanzinho
08/12 (ter) - Início do Curso Básico PADI
13/12 (dom) - Navio do Titanzinho
20/12 (dom) - Navio do Titanzinho
27/12 (dom) - Parque Marinho - Avião (apenas para mergulhadores avançados)

Esse mês teremos uma novidade! Devido a pedidos, organizamos um curso de mergulho básico, para iniciantes no mergulho! As aulas iniciarão dia 08/12 (terça-feira)! O curso envolverá treinamentos em piscina, mergulhos em lagoa, finalização do curso com mergulho no mar a 18m de profundidade, tudo de acordo com padrões internacionais de segurança! Interessados solicitar mais informaçoes por email!

Confirmem com antecedência! Vejo vocês lá!

Clube do Mar do Ceará (85) 8744-7226 / 9764-6553 / mardoceara@gmail.com)