quinta-feira, 21 de junho de 2012

Naufrágios da Enseada do Mucuripe e Ponte Metálica

Naufrágios da Enseada do Mucuripe, Fortaleza-CE. Clique para Ampliar

Como qualquer zona portuária diversas embarcações naufragaram na Enseada do Mucuripe. Segue abaixo uma pequena listagem de naufrágios recentes.

Vapor "Cearense"

Cearense, 1897 - Provavelmente uma draga (embarcação usada para retirada de sedimento do fundo) que deu nome a localidade "Poço da Draga". Seu registro está nos arquivos da marinha bem como sua posição. Trata-se de um navio de mais de 100m de comprimento, possui duas caldeiras, mas sua estrutura está desmantelada. Agrega muita vida marinha mas o mergulho é complicado devido a baixa visibilidade da água na maior parte do ano.

Madeira e cravo de bronze do Rose

Rose, 1897 - Embarcação de casco de madeira que foi recentemente identificada. Trazia uma carga de barris e estes podem ser vistos petrificados após anos submersos. Sua ancora, corrente, cabrestante (usado para suspender a ancora), e cabeços de amarração podem ser observados.

Naufrágio da Ponte, ? - Embarcação com casco de ferro naufragada junto a Ponte Metálica que foi recentemente soterrada por obras da prefeitura que desconhecia a sua existência. Em imagens de 1906 partes do navio já aparecem em fotos de época sugerindo que o sinistro ocorreu antes desta data. Tem cerca de 50m de comprimento, leme, hélice, e outras estruturas podiam ser observadas bem como vida marinha presente no local. Hoje dificilmente identificaremos essa embarcação a partir de estudos da mesma.

Torre de Sondagem, 1932
Torre de Sondagem, 1932 - Restos de uma estrutura que possivelmente trata-se de uma torre usada para sondagens (verificação do tipo de fundo, profundidades, etc) durante o planejamento da construção do Porto do Mucuripe. Esta torre ficava sobre uma plataforma flutuante naufragou em 1932 não sendo recuperada. Durante mergulhos realizados em 2008 localizamos partes da antiga estrutura sobre o Recife do Meireles.

Acidente vira manchete

Avião T-33, 1967 - O avião caça modelo T-33 da Força Aérea Brasileira caiu durante demonstrações da semana da asa em 22 de outubro. A ponta da asa tocou a superfície da água enquanto o piloto executava uma manobra a poucos metros da praia em frente ao clube Náutico. O avião despedaçou-se e o piloto morreu. Acreditamos que restos da aeronave ainda encontram-se no fundo.

Beny naufragado em 1969
Beny, 1969 - Naufragou no dia 18 de janeiro enquanto ancorado para reparos no Porto do Mucuripe. Transportava um carregamento de sal quando chegou do Maranhão seis meses antes. Pela manhã o navio começou a adernar para bombordo. Sua tripulação alijou a carga mas não foi suficiente e no dia seguinte o navio naufragou completamente. Hoje é possível avistarmos partes de sua estrutura (lateral de boreste) fora d'água mas as condições de mergulho são difíceis.

Amazonas adernado
Amazonas, 1981 - Navio cargueiro naufragado em 02 de novembro. Trazia uma grande carga de madeira e conteiners com todo tipo de produtos: eletrodomésticos, televisores, relógios, roupas, peças de cristal, etc. Vinha fazendo água a caminho do Porto do Mucuripe quando adernou à boreste e naufragou. Nos dias que seguiram o sinistro a carga se desprendeu do navio e derivou. Alguns conteiners encalharam nas praias da Leste-Oeste sendo estes saqueados pelos moradores do local. Fato curioso é que alguns saqueadores se machucaram seriamente ao tentar subir nos conteiners pois estes batiam contra as pedras do quebramar com a força das ondas.

O Rb "Sucess" à esquerda e o Mara Hope ao fundo
Mara Hope, 1985 - Era um petroleiro fabricado na Espanha que explodiu e estava sendo rebocado para desmonte pelo rebocador chamado Sucess II, quando este teve problemas. O Mara Hope foi ancorado no Porto do Mucuripe quando se soltou das amarras durante a noite e derivou cerca de 2 milhas antes de encalhar em frente ao Hotel Marina Park. Foi totalmente retalhado a fim de se aproveitar todas as peças e metais.

Naufrágio do Aterrinho, ? - Casco de ferro naufragado a seis metros de profundidade próximo ao "quebramar do lido". Sua registro é desconhecido. Segundo pescadores trata-se de um barco de pesca que se soltou das amarras enquanto era transportado para o estaleiro da Inace. É similar ao casco que atualmente encontra-se encalhado na Beiramar ao lado do quebramar do Aterro.

A balsa Bravamar parcialmente naufragada

Bravamar X, 2009 - Balsa de transporte de carga desprovida de propulsão naufragou em agosto enquanto era rebocada. Após diversas tentativas de reflutuação a balsa permanece no fundo a 10m de profundidade.



5 comentários:

  1. Adorei o blog, muito lindo, amei tudo. Parabéns mesmo, vou sempre estar aqui (:

    ontendency.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o blog, espero ter a oportunidade de mergulhar com vocês ainda este ano.
    E agora, mais um ponto de mergulho no litoral de Fortaleza: Seawind. Bom que é pertinho.

    Abs,

    Sérgio

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  4. Mar do Ceará; vcs estão de parabéns #Marquinhos e #Lídia é tdos q fazem parte.sucesso.!!!!!

    ResponderExcluir