quarta-feira, 21 de março de 2012

Muito Além de Uruaú - Os bravos homens do mar



MUITO ALÉM DE URUAÚ
Os Bravos Homens do Mar


Uruaú, 15 de outubro de 2011.
por Magno Barbalho 

No cantarolar da sabatinal matina vários mergulhadores seguiram rumo a um povoado de exígua extensão pertencente à Beberibe, município localizado a 100km da capital cearense para realizarem magnificente quimera.

Transportados por uma pequena embarcação de madeira sob o comando do valente capitão Roberto e do corajoso marinheiro Antônio Batista, chegaram no ponto de mergulho quase hora e meia após a partida do litoral e com a permissão do encantador Poseidon desceram a 16m até o naufragado Nossa Senhora dos Remédios.

O antigo navio de 33m de comprimento com seu casco de aço, soçobrado há vinte e cinco anos, ainda é encontrado inteiro em posição de navegação permitindo vários níveis de penetração. Embora pesquisadores nativos relatem que seu armador tenha sido a Marinha do Brasil e atingido por uma vaga quando carregado de medicamentos dando origem assim, ao seu nome, muitos registros permeiam sua provável e verdadeira história. Devido a inscrição "CYPRESS US ARMY" em alto relevo grafada na sua popa e laterais da proa, bem como outras características, cogita-se também ter sido produzido durante a II Guerra Mundial nos Estados Unidos para desembarque de tanques norte-americanos, posteriormente comprado e convertido em cargueiro por uma companhia nacional.

Para um completo fascínio surreal, durante a planejada visita naquelas águas transparentes de aprazível temperatura e entre tantas espécies marinhas que avistaram a cada instante como moréias, barracudas, camurupins e sardinhas, os bravos homens do mar também se depararam encantadoramente com quatro tubarões-lixa, duas belas arraias camufladas em brancas areias e inumeráveis cardumes de xilas considerados verdadeiros e honoráveis guardiões daquele tesouro nas profundezas do oceano.

Em meio a essa entusiástica sina netuniana, concretizaram mais que gloriosos sonhos; satisfizeram e enalteceram mais que incessantes desejos; firmaram ilustre parceria, conceberam grandiosa amizade e um elo fortaleceram. Fizeram valer cada eu e cada ser permanecendo com suas inconfundíveis e admiráveis essências; estiveram lado a lado e por isso irão muito além de Uruaú.

2 comentários:

  1. Que presentão estou "ganhando" hoje,
    conhecer o MAR do CEARÁ, que é muito, muito
    mais, do que eu conhecia...e olha, que já lá
    se vão quase 70 anos, desde o primeiro olhar...

    Adorei...vou voltar, Marcus Davis!
    Um abraço,
    da lúcia

    ResponderExcluir
  2. Marcus, muito bom ver meu relato aqui. Pensei que fosse encontrar você no PADI Dive Festival. Estive em Illha Bela na ilha de Búzios, mas estou precisando molhar minhas escamas novamente no mar do nosso Ceará. Abço!

    ResponderExcluir